fbpx

Nosso Blog

9 pilares do Marketing Médico sobre a Concorrência

Ao nos depararmos com o mercado médico, quer seja após a formação ou a residência, o pensamento imediato é o de retorno. Acontece que com tanta sede de retorno de forma rápida, na maioria das vezes não conseguimos ponderar se aquele será a melhor forma de abraçamos oportunidades.

Não fomos treinados em nenhuma parte da nossa formação da para dizermos “não” para aquilo que parece uma boa oportunidade. Este é o conceito de Foco, segundo Steve Jobs.

Saber dizer “não” agora é o que nos possibilitará viver o melhor depois, em condições otimizadas. Aqui, há 9 pilares do Marketing Médico sobre a Concorrência para que você construa uma jornada sem se preocupar com abstrações.

É válido considerar…

Considerável que a ausência da gestão de tempo, gestão de energia, gestão de motivação são as principais responsáveis por uma rotina de trabalho pouco compromissada. Com o tempo, muitos colegas se deparam com o cansaço, estafa, burnout… as pessoas não chegarão em você para falar da sua falta de empatia e frieza com as outras pessoas. A sociedade criou uma barreira com a classe médica que a impede de falar em sua presença sua real impressão mas falarão em suas costas.

Ao formular nas pessoas uma construção de imaginário de você é o médico mal-humorado, apático e sem afeição, você dificilmente conseguirá romper isto. Poderá até receber outras consultas por ser um exímio profissional, mas não será a primeira opção do seu paciente.

Você não precisa doar-se o tempo todo para a sua vida profissional e a sua relação com seus pacientes, afinal, você tem uma vida. E é por este mesmo motivo que você deve trata-los da melhor forma.

A partir do momento em que dinheiro for a única preocupação da sua rotina de atendimentos, você terá que se preocupar com a sua concorrência, pois o seu atendimentos não será o melhor.

Pensando sobre Responsabilidade….

Chega um momento em que a agenda não está tão lotada, o telefone não toca na mesma frequência, a clínica não enche sempre. Qual é o primeiro pensamento de alguns colegas? A concorrência.

Todo fracasso é atribuído à concorrência. Qualquer queda no nosso desempenho, costumamos ler como um boicote da concorrência conosco. É cômodo transferir a responsabilidade.

Se você conquista grandes resultados com bons desempenhos, coisas extraordinárias, provavelmente atribuirá ao seu esforço e dedicação, mas se o desempenho for duvidoso… a culpa é da concorrência.

Quando colocarmos na Concorrência a responsabilidade de como anda o nosso atendimento, temos atado nossas mãos.

A construção de uma marca te leva ao descanso de não preocupar-se com a concorrência que é o outro mas te conduz ao trabalho contínuo que é concorrer com você mesmo, melhorar o seu trabalho, tudo que você faz e oferece.

E o como isto pode te ajudar a melhor encarar a concorrência?

                   1.  Diferenciação.

Primeiramente, tenha em mente que isto implica em criatividade. Fazer como ninguém faz, fazer o que ninguém faz. Aqui você estabelece uma matriz de valores para além das consultas e das cirurgias. Diferenciação não sobre o que você de diferente para um único paciente,  mas no seu atendimento como um todo.

                  2.  Devemos olhar cada vez mais para nós mesmos.

Prosseguindo, o seu consultório, o seu negócio é o alvo, não o alheio. Ao invés de viver espiando o que o outro está fazendo e minando suas energias. Para de querer informação sobre outro consultório, ali não deve ser o alvo do seu pensamento constantemente. Quando mantemos a atenção no que é do outro, a imitação será inevitável em alguma proporção. Você fará o que o outro faz, só que com outra roupagem e novamente se afastará da diferenciação.

                3.  Como lidar com novas ideias, novos pontos criativos.

Alguns dizem que não devemos expor novas ideias, para evitar imitações, nem pedir novas orientações para não colocarem nossas ideias por terra. Isso pode ter passado em sua mente em algum grau, em algum momento da sua carreira. A questão aqui é que de fatos não podemos fugir: pessoa de alta performance não se preocupam se serão alvo de imitações, elas sabem que conseguirão renovar-se cada vez mais. As pessoas podem copiar a ideia mas não conseguem imitar a essência e as minúcias de quem passou tanto tempo se dedicando num projeto.

Se replicarem e conseguirem sucesso, será porque desenvolveram melhor que você, você não se dedicou o suficiente para performar aquilo que idealizou.

                  4.  Você não precisa ser mirabolante, as vezes você só precisa intensificar o que já faz.

Pode ser que seu trabalho já seja bom mas muitas pessoas ainda não te conheçam, você não chegou em diversos setores sociais,  não seja do conhecimento de muitas pessoas a sua especialidade e forma de atendimento. Divulgue mais, fale mais. Tem que funcionar como gasolina jogada no fogo e que é visto de longe. Aqui está toda intensidade e onde ela deve ser depositada. Crie conteúdo das melhores formas para que as pessoas te tenham mente, saibam como é a sua voz.

O que você precisa para ampliar o alcance?

                  5.    Valorize quem acreditou em você

De tantas possibilidades, demore houve alguém que te valorizou mais. Há pacientes que escolhem você em detrimento de outras pessoas, que acreditam no seu trabalho. De que forma você reconhece isto? Como a pessoa se sente valorizada por ter você como escolha dela? São estas pessoas que podem continuar te mantendo à frente quando a concorrência chegar. Falo muito sobre isto no Instagram, a construção desta formação de imaginário não vem do dia para noite.

                6.   Não tente sabotar o seu concorrente

Se você tentar divulgar a chegada ou o brilho do seu concorrente, você estará dando um passo para trás. Pense no cenário de uma corrida e que tem alguém chegando próximo de você e então você decide tentar impedi-lo. Se assim o fizer, terá deixado de correr para frente, terá deixado ir adiante para voltar ao seu concorrente. Você não precisa falar mal, bloquear nas suas redes sociais, fingir que ele não existe. Dedique-se ao que é seu.

                7.   Faça mais parecerias, se conecte com mais pessoas.

Lives, convites, esteja em grupos. Quem anda sozinho inevitavelmente ficará para trás, esteja em um grupo forte e aqui é uma escolha sua, a de não correr uma jornada solitária. Esteja em contato com pessoas que desejam ir à frente no negócio, ainda que você já esteja em um grupo, procure outros.

                8.   Desenvolva a resistência

A corrida do mercado médico não é a dos mais rápidos, é a dos resistentes e desenvoltos. Aqui, estou falando de hábitos! Não é uma prática em específico que irá fazer avançar diante da concorrência, mas a construção de uma cultura de bons elementos. Procure automatizar hábitos que te levam ao sucesso, práticas diárias, regulares e constantes.

Seu concorrente pode estar indo frenético demais, e isto implicará em cansaço em alguma parte do percurso e é aqui que a resistência vence. É aqui que você continua avançando.

                9. Marketing Médico te trará a noção correta

Por último, quero te deixar uma dica precisa de como criar diferenciação. Saber como se posicionar, fortalecer sua marca e trazer valorização ao seu atendimento não é tão fácil de saber. Embora muitas pessoas estejam falando sobre Marketing ultimamente, nenhum deles tem uma noção tão específica sobre o mercado médico como um médico pode ter. É por isto que objetivamente posso te falar sobre Marketing para médicos com prioridade, pois estas são minhas duas áreas de dedicação.

Clicando neste link, você encontrará um canal no YouTube específico sobre isto.

Este artigo te ajudou de alguma forma? Então guarda bem e envia para aquele colega que você acredita estar precisando ler e ter um conhecimento melhor sobre isto.

Está gostando do conteúdo? compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram